Coisas De Garota E Cia

Depilação

Posted on: 7 de agosto de 2010

Já passou meu surto, então agora eu posso falar de uma situação que aconteceu comigo mais cedo, antes que eu viesse postar o post Protesto De Uma Adolescente Do Século XXI. Eu sou assinante da Capricho, e assim não perco nenhuma edição. Em uma edição ou outra, acontece de vir uma amostra grátis de alguns produtos. Já recebi amostras de absorventes, hidratantes… A última foi de cera de depilar.

Praticamente não tenho pelos em nenhuma parte do corpo, então quando me depilei pela primeira vez eu tinha 12 anos, e usei Creme Depilatório Veet. Não tive maiores problemas, só depilava as axilas, e sempre que eu queria, era só ir lá e três minutos depois estava tudo pronto. Incrivelmente o creme durava até vinte dias sem os pelos crescerem, mas eu descobri que eu era a exceção, e não a regra. Só que alguns meses depois, quando estava com mais de treze anos, tive reação alérgica, e até hoje não sei o por que. Mas sei que um dia minha pele ficou vermelha e irritada, então tive que deixar de usar.Veet Cremes DepilatóriosVeet Cremes Depilatórios

Por cerca de seis meses desde então, eu ia no salão bimestralmente para me depilar com cera quente. Da primeira vez, a depiladora puxou a cera, que mais parecia mel, antes que eu estivesse preparada, e na hora me deu vontade de xingá-la de tudo quanto era nome. A dor era abrasadora, nada do “puxãozinho de nada” que minhas amigas, primas, tias, mãe, avó e pessoas do salão me diziam. Senti vontade de nunca mais fazer depilação nenhuma, viver cabeluda o resto da vida. Dois meses depois, lá estava eu de novo. Contra minha vontade, é claro.

Mas eu ainda era bailarina, e meu collant, muito cavado. Não dava para esperar ficar parecendo um macaco até que pudesse depilar de novo, então me tornei adepta de carteirinha do Gillette.

Apesar do que dizem a respeito da depilação com lâmina não durar, e dos fios engrossarem, não notei nada disso. Geralmente se passam dez dias antes que os pelos comecem a crescer de novo, e os fios aparentam o mesmo de antes do Gillette.

Mas eu vim aqui hoje para contar o que aconteceu quando eu tentei me depilar sozinha com cera.

Estava entediada, então resolvi fazer uma manhã de beleza. Para começar, eu separei todas as coisas que eu precisava. Resolvi começar me depilando. Como tinha a amostra grátis, eu resolvi testá-la.

Li as instruções e parecia simples:

1. Aqueça a cera esfregando ligeiramente as folhas entre as mãos por cerca de 10 a 15 segundos, até que a cera alcance a temperatura corporal. ATENÇÃO: Não separe as folhas antes de aquecê-las.

2. Separe as folhas lentamente com as mãos. Dobre uma das folhas ao meio, unindo a parte que contém a cera para uso posterior.

3. Aplique a outra folha suavemente sobre a área a ser depilada. Alise a folha com a mão no sentido do crescimento dos pêlos, a fim de garantir uma aderência perfeita. A folha pode ser reutilizada até que perca totalmente a aderência. (Consulte o item: Como aplicar em cada parte do corpo).

4. IMPORTANTE: Mantenha a pele da região a ser depilada bem esticada com uma das mãos. Com a outra mão, retire a folha IMEDIATAMENTE com um firme, único e rápido movimento no sentido contrário ao do crescimento dos pêlos. Puxe sempre a folha paralelamente e tão próximo da pele quanto for possível. Não remova as folhas puxando para cima, pois isso pode causar hematomas. Se necessário, repita a aplicação por até duas vezes no mesmo local. Caso algum pêlo não seja retirado com a cera, remova-o com uma pinça. Nunca utilize lâmina para finalizar o processo.

Li as instruções e pensei: lá vou eu. Fiz tudo que tinha que fazer certinho, mas na hora de puxar a cera… quem falou que saía? Puxei delicadamente, mas a maldita parecia ter colado não em minha pele, mas em minha carne, e se recusava a sair. Quanto mais eu puxava, mais minha pele ardia. Mordi os lábios, pois sabia que se não o fizesse, gritaria. Prendi a respiração e contei. Um, dois, três… Puxei a cera com toda minha força possível, e finalmente o instrumento de tortura saiu da minha pele. Agora eu respirava em arfadas, e a pele de minhas axilas estava ficando cada vez mais vermelha.

Procurei pelo talco, que supostamente estaria na pia do banheiro, mas não estava. Saí correndo pela casa, procurando algo para aliviar a ardência. Finalmente eu encontrei o talco dentro da minha bolsa do ballet, apesar de não fazer ideia do porquê de ele estar lá. Sem ligar para a sujeirada que faria, virei o pote no meu braço. Agora estava bem melhor. Estando mais calma, olhei para ver se a cera realmente funcionava, mas todos os pelos ainda estavam lá! Fui ler as instruções para ver o que tinha dado errado, e descobri que puxara os pelos pelo lado errado.

Resolvi deixar para lá, pois não valia a pena tamanha tortura apenas por uma pele sem pelos. Uma lâmina resolveria isso bem mais rapidamente e menos dolorosamente. Depois que eu consegui me acalmar, eu vim contar essa história para vocês. Quem tem uma história sobre depilação? Quem ama/odeia a cera? Comentem!

P.S.: Depois farei dois posts com relatos de depilação para nos divertimos um pouco mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Posts Anteriores

Coloque seu e-mail para receber novidades e notificações do Blog.

Junte-se a 1 outro seguidor

Estatísticas do Blog

  • 32,709 visitas

Visitantes

%d blogueiros gostam disto: